Disneyland Paris: que tal ficar no Disney's Hotel Santa Fe ?

A Disneyland Paris tem 7 hotéis Disney e outros hotéis parceiros. Nós ficamos no Disney's Hotel Santa Fe, um hotel inspirado no condado americano de Santa Fe, no Novo México, com decoração do filme Carros. 


O hotel é dividido em 4 pavilhões, de até 4 andares, com 1.000 apartamentos.


Nosso quarto era no Pavilhão Luigi.



O visual combina mesmo com Radiator Springs. Terreno árido, com plantas típicas do deserto, como cactos, e muitas árvores desfolhadas pelo rigoroso inverno ajudam a compor a paisagem.


Se a gente desconsiderar os carros no estacionamento, parece mesmo uma construção típica de Santa Fé. Olha só:


Construção típica - Pueblos
Fonte: http://www.viagensimagens.com/newmexico.htm

A cidade de Santa Fe é cortada pela famosa Rota 66, que une as duas costas americanas, de Chicago a Santa Monica, em Los Angeles, por isso tem um painel nos saguão do hotel simbolizando a estrada.

Painel no prédio principal

No prédio principal, além dos balcões de check in e informações, ficam o restaurante e uma lojinha (trading post), com suvenires, snacks e bebidas. A lojinha funciona das  8 às 23h.

O Disney's Hotel Santa Fe fica a 20 minutos a pé da entrada dos parques, mas tem ônibus que circulam o tempo todo, fazendo o translado hotel-parques-hotel.

Vamos falar do quarto ?

O quarto standard tem 2 camas de casal, para atender família de 4 pessoas. É todo decorado com o tema Carros. 


No detalhe, o caminho da cama...


O abajur é em formato de cone, assim como o espelho logo atrás.


No banheiro, o espelho lembra a sinalização iluminada das estradas.


Banheira e ducha



O Disney's Santa Fe tem um restaurante, chamado La Cantina. O nosso pacote incluía o café da manhã. O restaurante também é disputado para o jantar e é possível fazer reserva pelo site ou pelo aplicativo da Disneyland Paris, mesmo se não for hóspede do hotel.


O café da manhã é no estilo "all you can eat", ou seja, você pode se servir à vontade. Interessante que aqui você não encontra o "waffle do Mickey", que é item básico dos cafés da manhã na Disney em Orlando. Aqui, o padrão é o pão francês mesmo! (rss)



Fonte: Site da Disneyland Paris

As principais vantagens de se hospedar num hotel Disney são:

Extra Magic Hour

As Extra Magic Hours são horas adicionais que os hóspedes podem usufruir nos parques, além do horário normal de funcionamento. A grande vantagem é que os parques se tornam exclusivos dos hóspedes, portanto, filas menores. Assim, é possível aproveitar diversas atrações num período menor.
Na Disneyland Paris você tem 2 horas de Extra Magic Hour, geralmente, no início da manhã, antes dos parques abrirem. Tem que acordar cedo, mas vale... rs

Transporte interno

Os complexos Disney têm ônibus para transporte interno gratuito, fazendo a interligação entre os parques, a Disney Village e os hotéis. Aqui na Disneyland Paris também rola... Como o complexo é bem menor que a Disney World, em Orlando, se torna ainda mais fácil abandonar o carro e usar o transporte interno. 


O Santa Fe é o hotel Disney mais econômico do complexo Disneyland Paris, mas fica na medida. Cama confortável e ducha quente são as únicas coisas que você realmente precisa depois de um dia longo de parque, e o Disney's Santa Fe atende perfeitamente!


Disney's Hotel Santa Fe®
Avenue Robert Schuman
Coupvray , 77700
08448 008 898*



Quer ler todos os posts sobre a Disneyland Paris ? Então, vamos lá:

☺Dicas de Paris: Vale a pena ir à Disneyland Paris ?
☺Dicas de Paris: Disneyland Park (ou Parc Disneyland)
☺Dicas de Paris: Walt Disney Studios Park, na Disneyland Paris
☺Disneyland Paris: Dando uma volta pela Disney Village
☺Disneyland Paris: Precisa de carro ? Como circular por lá ?
☺5 impressões negativas de uma disneymaníaca na Disneyland Paris
Bj bj!

A Disneyland Paris tem 7 hotéis Disney e outros hotéis parceiros. Nós ficamos no Disney's Hotel Santa Fe, um hotel inspirado no condado...

Insights de gestão Disney: respeitar o cliente é mais do que não ofendê-lo


Você já deve ter ouvido a expressão "respeito é bom e eu gosto". Afinal, quem não quer ser respeitado ? Imagina na Disney, a terra da magia! Todo mundo quer se sentir especial naquele mundo encantado!

Lee Cockerell¹, ex- vice presidente da Disney, conta que certa vez a Disney contratou o Instituto Gallup para fazer um levantamento com 6 mil visitantes recentes fazendo a pergunta “O que você espera quando vem ao Walt Disney World ?” e ser respeitado ficou entre os quatro principais desejos: 

- Queremos nos sentir especiais;
- Trate-nos como se fôssemos únicos;
- Gostaríamos de nos sentir respeitados;
- Ajam com sabedoria.

Ficou claro para a Disney que os desejos dos seus convidados são baseados em emoções profundas: mais do que diversão, o convidado deseja ser especial, único e, acima de tudo, respeitado. Por isso, o cuidado da Disney com a experiência positiva do convidado. Cada cast member aprende como agir com cortesia e respeito. Postura, gestos, expressões faciais, tom de voz... Tudo precisa refletir o acolhimento que a Disney quer transmitir. Um desvio de comportamento pode comprometer toda a magia. Apontar com o dedo indicador pode ser um tanto agressivo dependendo da cultura do convidado. É um gesto que não é utilizado na Disney. E tem muitos outros exemplos.

Um deles é como os cast members respondem a uma pergunta muito comum no Magic Kingdom: "Que horas começa a parada das 3 da tarde ?" Sim, parece piada, mas essa pergunta é recorrente. Eu mesma já presenciei alguém fazer essa pergunta e confesso que a minha reação foi pensar: "Helloooo!... 3 da tarde!"

Mas a resposta que é dada pelos cast members é que a parada começa pontualmente e é bom chegar às 14h30 para pegar um bom lugar.¹ Que exemplo de respeito ao convidado! Além de responder educadamente à pergunta, sem tratá-lo como um idiota, ainda traz uma informação adicional. É o que a Disney chama de responder à pergunta não formulada pelo convidado.

Evitar causar um constrangimento é uma atitude de respeito ao cliente. Se a resposta do cast member à pergunta fosse simplesmente "às 15 horas", a resposta estaria correta, sim, mas encantaria ? Em vez do convidado se sentir especial, certamente se sentiria um tolo por ter feito uma pergunta óbvia, o que impactaria negativamente a sua experiência.

A lição que fica é que o respeito é muito mais que não ofender ou constranger. É tratar com consideração e tentar entender a necessidade implícita. O cliente pode se relacionar com qualquer empresa, mas escolheu a sua. Não é motivo suficiente para deixar de ser mais um no relatório de vendas e merecer a sua atenção para tentar entender a sua necessidade não declarada ?




-----------------------
Esse post é baseado exclusivamente em experiências pessoais na Disney e leitura de livros.
¹ Cockrell, Lee. "A magia do Atendimento", Editora Saraiva
² Connellan, Tom. "Nos Bastidores da Disney", Editora Futura

Você já deve ter ouvido a expressão "respeito é bom e eu gosto". Afinal, quem não quer ser respeitado ? Imagina na Disney,...