Chile: Conhecendo o Valle Nevado

Acabei de chegar de uma viagem maravilhosa para o Chile e estou doidinha para compartilhar. O objetivo dessa viagem era levar as crianças para conhecer a neve, então... rumo ao Valle Nevado!

Tem muitas operadoras de turismo que fazem o passeio de um dia à estação de esqui. Dá para contratar nas agências de turismo ou nos próprios hotéis, que já têm parceiros. Algumas pessoas se aventuram a alugar um carro e ir por conta própria. Eu considero mais seguro contratar o passeio, pois a estrada é muito sinuosa e íngreme, além de que dirigir na neve exige experiência. Eu nunca dirigi com correntes nas rodas, por exemplo. Contratando o passeio, a gente não se estressa com a direção e aproveita o visual!
Vista da janela na subida para o Valle Nevado

Valle Nevado fica na Cordilheira dos Andes, a cerca de uma hora de Santiago. É a maior estação de esqui da América Latina.
Teleféricos

Tem um mega resort lá, o Valle Nevado Ski Resort, que oferece toda infraestrutura, não só para quem se hospeda como também para aqueles que apenas passam o dia na estação, como nós fizemos. Li na Wikipédia que cerca de 70% dos turistas que se hospedam no resort na alta temporada são brasileiros e não me espanto, pois realmente parecia que a língua oficial lá em cima era o português, de tanto que ouvia brasileiro hablando (na verdade, falando mesmo) lá.

O hotel é deslumbrante... Não exatamente pela construção em si, mas pelo todo. Olha só essa localização...
Vista na subida
Já lá em cima

Para quem vai passar o dia, tem restaurante com área externa para fazer a refeição curtindo a vista para a neve.
Não precisa se preocupar com os equipamentos de esqui. Tem uma loja que aluga o kit completo, por cerca de US$ 80 a diária. Precisa apresentar um cartão de crédito, pois é exigido na locação, para caução. 

Aí, é só se jogar na neve... 
Como era a nossa primeira vez, contratamos a aula de esqui para crianças. Turma de até 6 crianças com um profissional, numa pista exclusiva. US$ 100 por criança, incluindo os equipamentos (botas, capacete e esqui). Não é barato, mas é mais seguro para quem está iniciando. 
Depois de um treinamento básico, as crianças já estavam descendo de esqui na neve... É claro que numa área bem light e contida. Kkk 
Outra coisa legal é que há uma esteira rolante, o que torna menos cansativo para os pequenos. É só aproveitar a descida, sem o esforço da subida!
Para quem nunca esquiou, já digo: não parece andar de patins. As botas são super pesadas, manobrar os esquis também não é simples. Levantar depois de cair (que é provável que vai acontecer) é um desafio à parte. Mas é muito divertido! Mesmo que você não consiga evoluir muito no esqui, vai valer pelas gargalhadas dos micos que vai pagar. 
A estação fecha às 16h. De repente, todo mundo começa a ir embora e o local se esvazia completamente. Ficam somente os hóspedes.

Quando íamos embarcar para descer, o motorista viu que o pneu da nossa van estava furado e precisou trocar. Fomos os últimos a descer do Valle... Tenho que agradecer por isso, porque foram momentos de silêncio e paz ali, contemplando aquele visual... 
Nós subimos e descemos no mesmo dia. Foi ótimo, deu para aproveitar, mas numa próxima vez, talvez valha avaliar pernoitar pelo menos uma noite por lá, para curtir mais o local. Essa dica vale principalmente para quem realmente curte esquiar ou queira mesmo aprender. 

Na descida, paramos ainda para fazer ski-bunda! O nosso guia já tinha levado as pranchas e parou numa área que era adequada para descermos. Muito engraçado! Fechou o dia com chave de ouro!
Olha eu aí quase camuflada na neve...
E aí ? Você quer brincar na neve ? Então vá conhecer o Valle Nevado! Mas lembre que a temporada de neve é no inverno, final de junho a final de setembro.

Bj bj!

Dicas de viagem: De volta ao Beach Park - Fortaleza - CE

Que tal passar uns dias em Fortaleza, no Beach Park ? Aproveitamos um fim de semana prolongado por um feriado para voltar lá e vou contar um pouquinho aqui.

Quando a gente fala no Beach Park, pensa no parque aquático, certo ? Mas não pode esquecer que foi estruturado no entorno do parque um complexo hoteleiro maravilhoso, que forma o Beach Park Resort. Ali você desfruta de toda a comodidade e estrutura dos resorts, de frente para a belíssima praia de Porto das Dunas e ainda tem o parque aquático para completar a diversão. Dá pra conciliar plenamente descanso e lazer.

Pórtico do Beach Park

Pelo mapa abaixo dá para ter uma noção da posição dos resorts. Na parte superior do mapa, está a praia, que é a nossa referência. Assim, no lado direito do parque aquático fica o Suítes Beach Resort, circulado em azul; no lado esquerdo, fica o Acqua Beach Resort, demarcado em vermelho. Mais adiante, para a esquerda, sem acesso direto ao parque aquático, está o Oceani Beach Resort, com marcação laranja. Aos fundos do parque, pela referência da praia, fica o Wellness, em verde. Este é o único que não é um resort beira-mar.

Mapa do Beach Park Resorts

Você pode obter detalhes sobre cada um dos resorts direto no site do Beach Park. Eu também comentei um pouquinho sobre eles num outro post. Nós ficamos hospedados no Beach Park Suítes.



Como eram poucos dias, viajamos na noite de quinta para dormir e já acordar lá. Não queríamos sair do complexo, porque o tempo era curto, então não alugamos carro. Fechamos a reserva com translado incluso. Para quem se hospeda nos resorts do complexo Beach Park, o ingresso para o parque já está incluído no custo da hospedagem. É bom levar isso em consideração na hora de comparar preços.

Nosso pacote foi de meia pensão, o que incluia café da manhã e jantar. A intenção era justamente ficar livre do horário de almoço e beliscar no parque.


Nosso apartamento era no térreo, em frente à piscina e pertinho do restaurante. Deslocamento mínimo para reduzir a fadiga... kkk

Vista da varanda do apartamento térreo, com acesso direto à piscina

O Beach Park Suítes dispõe de muitos atrativos, como academia, quadras poliesportivas, spa, piscinas com bar molhado, kid's club, etc. Dessa vez, o mais perto que chegamos foi das quadras, porque ficavam no caminho para o Beach Park... kkkk

Quadras poliesportivas

O mesmo podemos dizer da recreação infantil. Da última vez que viemos, nossos filhos tinham 5 anos e adoraram! Participaram de tudo! Toda noite tinha uma atividade para as crianças e era uma curtição para os pais também. Mas dessa vez, já estão se sentindo "radicais" aos 9 anos e gastaram tanta energia no parque que chegavam acabados no quarto. 

A tradicional foto com a foca mascote!

O Beach Park abre às 11h e fecha às 17h. Não tem exceção para hóspedes (não existe hora adicional). Então, você pode aproveitar um pouquinho a piscina do hotel ou a praia antes ou depois do parque.


O Beach Park é um parque para toda a família. Tem atrações bem relaxantes, para quem quer descansar; outras levinhas, voltadas para os menores; e algumas mais radicais, envolvendo velocidade e altura, bem ao gosto dos adolescentes. Vamos explorar um pouquinho ? 

Aqua Circo: área para os pequeninos, bem colorida, parece uma pracinha de brinquedos com água. É uma área semi-coberta com lona de circo, o que torna o ambiente bem gostoso para a criançada. Não tem piscina funda nem degraus. Indicada para crianças até 1,30 m.







Outra área voltada para os pequeninos é a Ilha do Tesouro. Basicamente esculturas com tobogãs para os pequenos. Indicada para crianças até 1,50 m.




Ali pertinho, descendo a escada, fica a área mais baby do parque: A arca de Noé. Ali tem cogumelos de chuveiro, elefantes que jorram água, e outros elementos, numa piscina rasinha. É uma delícia para sentar e curtir com os pequenos.

É engraçado como a vida passa, parece que foi ontem que nossos filhos não me deixavam sair dali. Agora, só de passagem... kkkk


Ali pertinho da Ilha do Tesouro fica o Acquabismo, um tobogã coletivo. O barato é que você pode juntar a família !



Não pode faltar um passeio de bóia, né ? Desfrute da Correnteza... Bom para descansar um pouquinho com os pés na água.


E que tal uma foto com a Turma do Parque ? 


Do outro lado do parque, à esquerda da entrada, você vai encontrar a piscina com ondas. Ali acontece o maremoto, com ondas que parecem de verdade! Mas você também pode aproveitar a praia assim, calminha, calminha...


Quase em frente, fica o Acqua Show, uma estrutura com rampinhas e toboáguas. Ali também fica o baldão, que jorra aquele aguaceiro na cabeça da gente. Agrada adultos e crianças. O Acqua Show é para aquelas crianças que passaram da fase Acqua Circo.


No fundo dessa área, a aventura começa: Ramubrinká. São toboáguas para descer sem bóia, com bóia, em dupla ou sozinho, percurso fechado ou aberto. Tem para todos os gostos. O meu filho  ficou horas subindo e descendo e experimentou todos! Até eu que sou um pouco medrosa encarei o tobogã na bóia dupla com a minha filha. Muito legal!



Outra área animada é o Arrepius. É uma das atrações mais recentes do parque. É classificada como atração moderada e tem 5 toboáguas bem legais, para descer sozinho, em dupla ou em quarteto. Vale a pena ir. Para os menos radicais, eu recomendo o roxo e branco.


Que tal encarar a moreia negra ? São 67 m de tobogã no escuro. Bem legal.


Quer conhecer a Vaikuntudo ? Para mim, depois do Insano, é a atração mais radical do parque. São 25 m de toboágua estilo tornado, que te joga num funil para continuar o circuito. Atração em bóia para 4 pessoas. Meus filhos adoraram!


Esse é o Atlantis, uma descida com bóia super gostosa! Também dá para irem 4! Atração tamanho família!


Achou pouco ? Prepare-se para curtir o Kalafrio! Nessa atração você desce na bóia em dupla e faz um efeito pista de skate no final. A queda é bem acentuada, quase 90°, o que garante a velocidade e impulsiona a subida do outro lado. Olha a dupla marido e filho na foto!


Esse é sem dúvida o maior desafio do parque e o nome confirma: insano! Imagina uma queda livre de uma altura de 41 m, atingindo uma velocidade de 105 km/h ? O corpo até descola do tobogã! É ultraradical!

Eu já vi meu marido descendo e implorei para que não fosse mais... kkk Agora foi a vez do meu filho insistir pra ir. Prometi que da próxima vez que voltarmos, ele poderá ir. (Acho que só voltarei quando ele fizer 18 anos... kkkk)



Por aqui, já deu para ter uma ideia de que não falta o que fazer no Beach Park, né ? Se o parque já não fosse motivo suficiente para vir, ainda conta a favor a praia de Porto das Dunas em toda a extensão do complexo! 


Nada como apreciar o mar num final de tarde após a maratona no parque... A praia tem uma faixa de areia enorme para a curtição das crianças.




E além disso tudo ?

A novidade é que agora tem a "Vila Azul do Mar", um largo com lojinhas, gastronomia, espaço infantil, artesanato, etc, bem no acesso ao parque, para aquela esticadinha após o jantar.

Numa das noites rolou música ao vivo. Na outra, as mesas foram retiradas e o palco virou um telão de cinema. Muito bom curtir um cineminha em família, ao ar livre.





O espaço funciona até as 22h e é uma ótima opção para descontrair sem deixar a estrutura do complexo.

Assim curtimos 3 dias sensacionais no Beach Park: colecionamos momentos felizes e acumulamos o peso das gordices! kkkkk

Bj bj!