Disney Skyliner: o mais novo transporte interno da Disney


Você já deve saber que o Walt Disney World oferece diversos sistemas de transporte interno para integrar os parques, hotéis do complexo e a área de entretenimento Disney Springs: monorails (trens suspensos), ferryboats (barcos) e linhas de ônibus. O mais novo meio é o Disney Skyliner, um sistema de teleférico, inaugurado em setembro de 2019.


Nós viajamos para a Disney em janeiro, antes da pandemia, e tivemos a oportunidade de conhecer esse sistema e transitar pelo complexo pelos ares!


O Disney Skyliner conecta os parques Hollywood Studios e EPCOT aos hotéis Disney's Art of Animation Resort, Disney's Pop Century Resort, Disney's Caribbean Beach Resort e Disney's Riviera Resort. Veja o mapa do circuito abaixo:


Uma mesma linha é compartilhada entre os hotéis Disney's Art of Animation e Disney's Pop Century, que ficam lado a lado, separados por um lago. 


O ponto de embarque do Skyliner é justamente na ponte que interliga os dois hotéis. Como nós estávamos no Pop Century, a vista do outro lado era do Art of Animation.


A fila era bem reduzida na estação do hotel


A linha que sai do Pop Century/Art of Animation leva até o Disney's Caribbean Beach Resort, onde fica um hub de conexão do Skyliner, de onde partem as linhas para os parques: uma que leva ao Hollywood Studios e outra que leva ao EPCOT. É obrigatório desembarcar nesta estação para escolher a linha em que você irá seguir.


A linha que segue para o Hollywood Studios vai diretamente para o parque. Já a linha que segue para o EPCOT tem ainda um ponto de parada no hotel Disney's Riveira, que serve para embarque e desembarque dos hóspedes do hotel. Quem não for desembarcar, continua seguindo até o EPCOT.


Um alerta: o ponto de desembarque no EPCOT não fica na entrada principal do parque, no Future World, perto da famosa esfera, e sim na entrada que fica na área World Showcase, onde ficam os países, numa entrada entre a França e o Reino Unido. Não faz diferença para quem vai visitar o parque, apenas você entra pela parte em que, em geral, circula no final, inclusive porque as atrações da área do World Showcase tradicionalmente abrem um pouco mais tarde que a da Future World, por volta das 11h. 

Por outro lado, esta entrada está a poucos passos do Disney's Boardwalk, uma área aconchegante e comercial, à beira do lago, onde a gente pode aproveitar e relaxar. Já falei dela aqui no blog neste post aqui


Tempo de Trajeto


O trajeto do Disney's Caribbean Beach ao EPCOT leva 11 minutos e do Riviera ao EPCOT, 6 minutos.


Já do Disney's Caribbean ao Hollywood Studios, o trajeto leva 5 minutos.


Do Pop Century e do Art of Animation ao Disney's Caribbean, onde fica o hub para escolher a linha para o EPCOT ou o Hollywood Studios, leva 4 minutos.


Não há dúvida que o teleférico torna muito mais rápida a chegada ao parque. Nós estávamos no Pop Century, em 20 minutos estávamos dentro do EPCOT. Se tivéssemos ido de carro, teríamos que dirigir quase 10 km, estacionar, pegar o trenzinho do estacionamento até o Disney's Transportation & Tickey Center, e ali pegar o monorail para chegar até a entrada do parque. Se fosse no ônibus da Disney, do hotel ao parque leva cerca de 30 minutos. 




O teleférico é uma forma rápida e eficiente de se chegar ao parque. É mais que um meio de transporte, é um passeio. O visual lá de cima é super bacana!





E pra completar tudo isso: é de graça e não precisa ser hóspede do hotel para usar o sistema!


E aí, já usou o teleférico da Disney ? O que achou ?

Eu tô doida para dar mais uma voltinha! 😉

Bj bj! 

Você já deve saber que o Walt Disney World oferece diversos sistemas de transporte interno para integrar os parques, hotéis do complexo e a ...

Star Wars - Rise of the Resistence: como ingressar na fila virtual ?


Já contei em outro post sobre a Star Wars: Galaxy's Edge, a nova área temática da Disney, inspirada na saga Star Wars, que fica no parque Hollywood Studios.

A mais recente atração desta land (como são chamadas as áreas temáticas) é a Star Wars: Rise ofe the Resistence, que ainda trouxe uma novidade: a fila vitual, um sistema diferente do Fast Pass. A fila virtual, também chamada de "Boarding Pass", permite que você reserve sua posição na fila e aproveite outras atrações enquanto espera o seu momento de ingresso na atração. 

Neste post, vou explicar como fazer para ingressar na fila virtual e algumas dicas para sua você garantir seu lugar.

Antes da sua ida

A primeira coisa a fazer é ter o aplicativo My Disney Experience instalado (o que acredito que você já tenha, já que é uma ferramenta necessária para gerenciar suas reservas de parques, Fast passes e refeições, entre outras funcionalidades). Além disso, você precisa ter uma ingresso válido vinculado ao My Disney Experience e com reserva para o Disney's Hollywood Studios.

Se você estiver em grupo, é importante que todos os ingressos do grupo estejam vinculados na sua conta no My Disney Experience, para que você possa reservar para todo o grupo, de uma única vez, como acontece na reserva de Fast Pass. (Tem um post aqui que explica como reservar Fast Pass).

Deixe as notificações do aplicativo ativadas. Assim você irá receber notificações sobre a fila virtual e da sua chamada para embarque.

 
Como ingressar na fila virtual

Para entrar, você precisa se conectar à sua conta no My Disney Experience no horário de distribuição da fila e selecionar na tela inicial "Star Wars: Rise of Resistence - Request Access with Virtual Queue".


Você pode ingressar na fila virtual a partir das 7h da manhã, mesmo que ainda não esteja no parque, desde que esteja com ingresso e reserva pelo Disney Park Pass para o Hollywood Studios para o dia. Já não existe mais aquela condição de só poder ingressar na fila virtual se estiver no parque. 🚩Você deve ter ouvido que precisa chegar de madrugada para conseguir ingressar na fila. Não precisa mais. (Cheguei no parque às 5h30 da manhã da última vez para conseguir vaga na fila virtual, no sistema anterior, que precisava estar no parque para validar 😕). 


A quantidade de reservas é limitada. Se não tiver mais disponibilidade, você verá esta mensagem no aplicativo.

Se não conseguiu a reserva no horário das 7h, pode tentar de novo às 14h, quando acontece uma nova abertura de fila virtual. Para esta segunda oportunidade, é preciso estar no parque. 


Chamada para embarque

Depois de ingressar na fila, você poderá monitorar a evolução do Boarding Status pelo aplicativo. Ali estará indicado o seu grupo, os participantes para os quais você reservou e a barra do andamento da fila (em verde).


          


Quando a barra se completar, você receberá uma notificação pelo aplicativo.

Você verá a mensagem de que está na hora de embarcar no aplicativo e que deve se dirigir à entrada da atração. Você terá uma hora para ingressar na atração. Na entrada, bastará apresentar seu ingresso ou sua Magic Band na entrada da atração.

Cada Visitante só pode entrar na fila virtual uma vez por dia. Assim, por mais que você queira repetir (e eu acredito que irá querer!), vai ter que deixar para a próxima! Então aproveite na sua vez!😄


Importante:

A fila virtual não garante que você participará da atração. A evolução da fila depende do funcionamento da atração e eventuais atrasos e interrupções podem impactar esse planejamento.

A Disney se reserva o direito de fazer alterações nos horários de ingressar na fila virtual e nesta sistemática.


E aí ? Gostou da fila virtual ? Se já usou, o que achou?

Até o próximo post!

Bj bj!

Já contei em outro post sobre a Star Wars: Galaxy's Edge, a nova área temática da Disney, inspirada na saga Star Wars, que fica no parqu...

Star Wars - Galaxy's Edge: a nova área do Hollywood Studios



Em 2019, a Disney abriu a esperada área inspirada na saga Star Wars: Galaxy's Edge! Esta nova área foi aberta em agosto de 2019, com a estreia da atração inspirada na Millenium Falcon, e em dezembro foi aberta a atração Rise of the ResistenceEstivemos lá em janeiro, antes da pandemia, e vou contar como foi!


A área Galaxy's Edge nos apresenta ao planeta Batuu, que seria um entreposto comercial em uma área remota do universo Star Wars. 


Onde fica ?


A Galaxy's Edge fica no Hollywood Studios, na posição do fundo, à esquerda, do parque. Você pode acessar pela Toy Story Land ou pela Grand Avenue, seguindo após a atração Star Tours, passando pela atração dos Muppets. Esta é a entrada principal da nova land.

É a maior área temática dentro de um parque Disney, ocupando 14 hectares. Pode se preparar porque tem muito o que explorar.


A experiência na Galaxy's Edge

A ambientação da Galaxy's Edge lembra muito o cenário do primeiro filme da saga, Guerra nas Estrelas, hoje episódio IV, mas não é. Batuu é um planeta que nunca foi retratado nos filmes.  

Andar por ali e explorar cada cantinho já é uma experiência impactante, pois você realmente mergulha no universo Star Wars. 

Naves estacionadas, personagens circulando (vimos a Ray, heroína dos últimos filmes, correndo pelo parque, como se estivesse escapando dos stormtroopers).

Você é mais um estrangeiro naquele planeta com seres de todas as raças. (Raças mesmo. Humanos são apenas mais uma. 😉) Até na interação nas lojas - que realmente iguaizinhas as dos filmes -, os Membros de Elenco (como são chamados os colaboradores da Disney) se esforçam para te levar nesta viagem e usam termos como a "Resistência" ou a "Primeira Ordem".  


E as atrações ?


Millennium Falcon – Smuggler's Run 

Nesta atração, a gente mata a vontade de cruzar o universo a bordo da Millenium Falcon! Quem nunca se imaginou nesta aventura com Chewe (Chewbacca) e Han Solo ? O impacto já começa quando a gente vê a Millenium ali, estacionada! Dá vontade de fazer como a Ray e pegar a nave para uma voltinha! E é o que a gente acaba fazendo nesta atração!

É um simulador em que a gente tem a experiência de voar na nave numa batalha intergaláctica. Embarcam 6 tripulantes por vez, que são divididos por funções dentro da nave: 2 pilotos, 2 atiradores e 2 engenheiros. Estas posições são por ordem na fila. 


Como já dá para deduzir, cada posição tem uma missão distinta na viagem e a experiência acaba sendo diferente. Os pilotos, de fato, pilotam a nave. Os atiradores atiram nas naves inimigas e os engenheiros reparam as avarias. Tudo isso através de comandos que a nave vai sinalizando. 


Dica: as posições de piloto são as mais impactantes. Se você perceber na fila, quando estiver se aproximando da entrada dos grupos, que há como passar a vez para ficar entre os primeiros do próximo grupo, faça. Vale a pena! 


Esta atração normalmente aceita Fast Pass, mas eu não consegui. Tivemos que encarar a fila de pouco mais de 1 hora e meia! 


A vantagem foi que, como era nossa primeira vez, podíamos explorar o ambiente enquanto a fila andava.

A atração dura cerca de 5 minutos. Passa voando! (trocadilho ruim, né ? 😅)  Se tiver disposição para encarar novamente a fila, certamente você não pensará duas vezes para embarcar de novo!


Rise of the Resistence

Esta é a atração mais imersiva que eu já vi. É um conjunto de experiências numa única atração, que dura cerca de 20 minutos.


O conceito é que você e um grupo estão sendo recrutados para a Resistência numa missão secreta e enfrentam a perseguição da Primeira Ordem. A nave é capturada, vocês se tornam prisioneiros, e muita emoção se desdobra. Não vou contar as surpresas para não dar spoiler.  

Para aqueles que curtem o universo Star Wars, é surpreendente. Para quem não se liga na saga, ainda assim é uma experiência bem legal.

Foto: Marcelo Balbio


Para esta atração, há uma fila virtual, que você ingressa pelo aplicativo My Disney Experience quando entra no parque e recebe a notificação quando for a hora de embarque do seu grupo. Vou explicar em outro post como funciona.


O que mais tem na Galaxy's Edge?


Uma área comercial, com lojas de artefatos e "antiguidades" das galáxias ou mesmo de roupas e personagens do universo Star Wars, além de restaurantes que parecem de outro mundo, como o Oga's Cantina, com bebidas e refeições curiosas. 

Além disso, tem duas experiências super legais para quem é fã mesmo:

Savi's Workshop – Handbuilt Lightsabers: uma oficina onde você pode personalizar seu sabre de luz.  
Para participar, tem que reservar... e pagar ao entrar no local, porque a experiência dá direito ao sabre de luz montado. Custa $ 199 dólares (👀👀👀) e podem entrar duas pessoas, o que irá construir o sabre e um acompanhante. 

Atenção para o conceito do lugar: é como um local escondido, que tem ser protegido para que não seja descoberto pela Primeira Ordem.

A experiência é bastante concorrida, porque o espaço é limitado, ainda mais no momento, com o distanciamento físico requerido. É preciso reservar com antecedência no aplicativo My Disney Experience (MDE).

Droid Depot: já imaginou ter um droid para chamar de seu! Aqui você irá realizar e ainda terá a experiência de construí-lo! 

Foto: Disney

Você monta o droid, depois ele é pareado com o controle remoto e é ativado. Você pode levar um acompanhante, mas só você poderá construir o droid.

Esta também não é uma atração barata, custa $99.99 dólares, mais impostos. O preço inclui o droid, mas há acessórios disponíveis, que se você quiser, terá que pagar um valor adicional.

Também é uma atração procurada e precisa de reserva. Você pode reservar no aplicativo MDE.


E aí ? Ficou curioso para conferir esta nova área ? Depois me conta o que achou! Eu sou suspeita para falar...


Bj bj!

Em 2019, a Disney abriu a esperada área inspirada na saga Star Wars: Galaxy's Edge! Esta nova área foi aberta em agosto de 2019, com a e...

Disney: o que muda na reabertura dos parques ?


Fechados desde março, hoje iniciou a reabertura dos parques do Walt Disney World, na Flórida, começando com o Magic Kingdom e o Animal Kingdom, e no dia 15 de julho, com o EPCOT e o Hollywood Studios.

Para essa reabertura, a Disney desenvolveu um protocolo de segurança, que foi submetido às autoridades de saúde da Flórida, incorporando medidas de prevenção ao covid.

Quer saber um pouquinho sobre o que muda nos parques ?

Planejamento

Durante a reabertura, os parques terão novos limites de capacidade e estarão sujeitos a disponibilidade limitada ou fechamento. 


A capacidade do parque será gerenciada pelo novo sistema Disney Park Pass. Este novo sistema exigirá que todos os Visitantes façam reservas para a visita, vinculado à conta no My Disney Experience. 

Ingressos deverão ser comprados antecipadamente, on line, e estão suspensos os ingressos do tipo Park Hopper, que permite a visita a mais de um parque no mesmo dia.


A janela de agendamento de refeições e experiências foram reduzidas de 180 para 60 dias de antecedência. 


Mudanças estruturais

Reconfiguração de ambientes, para garantir o distanciamento, inclusive nas filas e dentro das atrações, com demarcações no piso, instalação de barreiras físicas, etc.  


Intensificação de medidas de limpeza e sanitização das áreas comuns e implantação de estações de sanitização espalhadas pelo parque


Protocolo de saúde

O site da Disney alerta que a covid é uma doença extremamente contagiosa e que ao visitar o Walt Disney World a pessoa assume voluntariamente os riscos.

Recomendada a avaliação de bem-estar antes de ir ao parque, verificando em casa se o Visitante apresenta qualquer sintoma associado à covid.

    Uso de máscara obrigatório por todos (a partir de 2 anos), em todo o tempo, exceto na hora de comer e beber.


Realização de verificações de temperatura na entrada dos parques, com sensor de distância. Visitantes com temperatura a partir de 38º C não serão liberados para entrar no parque. 


Experiência no parque

Algumas experiências estão temporariamente suspensas, em observância ao distanciamento social: desfiles e espetáculos, o que inclui as paradas e os shows noturnos, como os fogos no Castelo, o Happily Ever After, ou o Fantasmic, no Hollywood Studios; encontros com personagens; fogueiras nos hotéis, como a fogueira do Tico e Teco; Eletrical Water Pageant; Bibbidi Bobbidi Boutique, entre outros.

 Disney Photo Pass: os fotógrafos da Disney não poderão mais tirar fotos com os equipamentos dos visitantes, como câmeras e celulares.

    Nos restaurantes, serão utilizados cardápios digitais, que o cliente terá acesso ao escanear via QR code no celular, e estão suspensas as estações de bebida self-service.


Deverão ser priorizadas as formas de pagamento sem papel moeda (uso de cartões de crédito e débito), sem contato (pagamentos digitais) ou uso de Magic Bands (para quem for hóspede dos resorts).  

Enfim, será diferente, como tudo, nesse contexto da pandemia. Esperamos que as pessoas que decidirem visitar os parques sejam responsáveis em relação aos cuidados consigo e com o próximo.

Eu continuarei daqui, matando saudade com fotos e posts.

Bj bj!

Fechados desde março, hoje iniciou a reabertura dos parques do Walt Disney World, na Flórida, começando com o Magic Kingdom e o Animal...