À deriva

Às vezes a gente se sente à deriva... Como se tivesse perdido na imensidão. As nossas certezas já não nos transmitem tanta segurança assim, a autoconfiança já não encontra as bases que a sustentava e a gente fica se questionando o porquê... 

Muitas vezes, parece mais cômodo permanecer à deriva e deixar que a vida simplesmente se encarregue de nos conduzir. Esperar para ver onde a maré vai levar. Entregar para os outros a responsabilidade que é nossa e ficar à mercê da própria sorte. 

Sorte ? Se as coisas não foram como a gente planejou, vai adiantar ficar na Síndrome de Hardy (aquele do desenho do Lippy e Hardy, que dizia sempre “Oh vida, oh céus, oh azar”)? Não! Porque é nossa vida. A sorte, quem faz é a gente! Se lamentar não vai mudar a situação.

Passei por uma situação profissional muito difícil recentemente. Fiquei sem chão. Mas conversando com uma pessoa que estava vivendo uma situação similar à minha, ouvi o seguinte: “Eu posso ficar lamentando o que perdi, ou posso agradecer pelo que tive até o momento. Escolho a segunda opção.” 

Quanta sabedoria! Se a gente pode escolher olhar o lado bom da coisa, por que olhar o lado ruim ? “Lamentar o que perdi” dá uma visão de fim de estrada. Acabou e ponto final. Parece que não há outras perspectivas. “Agradecer o que tive até o momento” representa olhar para o que está por vir. Que foi bom enquanto durou e a gente está pronta para o próximo passo. Não é um ponto final, é uma vírgula. 

A nossa vida é um projeto. A gente se projeta e sai em busca, traçando os marcos, que englobam aspectos pessoais e profissionais. Qualquer projeto tem caminhos críticos e pode requerer uma revisão do planejamento, para se adaptar à dinâmica do ambiente. Se isso vale por definição, mais ainda quando a nossa vida é o projeto em questão. 

Ter desafios na vida e passar por situações que a gente não entende, todo mundo está sujeito, não depende só de nós. A forma como vamos lidar com isso, sim, é essencialmente nosso livre arbítrio. 

Não se permita ficar à deriva na vida. Mantenha o norte definido, mesmo quando os ventos não soprarem a favor. Você pode encarar um obstáculo no caminho e recalcular a rota, mas nunca perder o rumo e abandonar o remo. Cabe a você, e somente a você, liderar o barco em mares revoltos e não se deixar afundar.

Bj bj!


Às vezes a gente se sente à deriva... Como se tivesse perdido na imensidão. As nossas certezas já não nos transmitem tanta segurança assim...

Refeição no EPCOT: San Angel Inn Restaurante, um restaurante mexicano de tirar o "sombrero"


Andando pelo EPCOT, não tem como não notar uma pirâmide enorme, na área do México. Algumas pessoas admiram e passam por ela, pensando que é uma escultura apenas. Esse monumento é inspirado no sítio arqueológico de Teotihuacán, na cidade do México, onde há diversas pirâmides, sendo as mais famosas as Pirâmides do Sol e da Lua, Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Mas lá dentro é surpreendente e você tem que conhecer!

Entrando, a gente encontra uma exposição artística e cultural... 


... e chega à Plaza de Los Amigos, um lugar que parece mesmo uma praça de uma cidade, cheia de barraquinhas no centro e lojas no entorno comercializando artigos típicos da cultura mexicana. 


O ambiente é escuro, como se fosse noite, o que dá um impacto visual quando você entra. 


Mas esse post é pra falar do restaurante, né ? Então, vamos lá ! 

No fundo da Plaza de Los Amigos, fica o San Angel Inn Restaurante. 


O San Angel Inn é um típico restaurante mexicano que cenariza uma propriedade rural antiga. Existe um restaurante com este mesmo nome na Cidade do México, que é super tradicional e funciona numa antiga fazenda do século XVII. Tudo indica que o restaurante do EPCOT foi inspirado nele.

As paredes são alaranjadas, parecendo estuque de barro, as mesas são de madeira, estilo rústico, e a iluminação de lamparinas.



A maioria das mesas fica distribuída como se estivesse aos pés da pirâmide, mas há um lago que delimita a área. 


Como a minha foto ficou muito ruim, peguei esta no site da Disney para ilustrar melhor o ambiente. 

Foto: Site da Disney

Observe o vulcão ao fundo, que é outro elemento da natureza característico do México, já que o país tem diversos vulcões. Periodicamente, a gente ouve um estrondo do vulcão no San Angel Inn. 

O cardápio oferece pratos típicos da gastronomia mexicana. Tudo muito bem elaborado. São servidas margueritas, vinhos e cervejas para maiores de 21 anos. Você pode dar uma conferida no cardápio San Angel Inn antes de ir. 

Nosso grupo era de 12 pessoas e buscamos escolher opções diferentes uns dos outros, já que não tínhamos uma dica ou prato preferido. O meu prato foi esse aqui:


Todo mundo gostou do prato que escolheu, mas o nosso consenso da melhor opção foi a "Combinación Mexicana", que não à toa, está na recomendação do chef.

Tem opções menos elaboradas e acondimentadas para as crianças, como frango ou tilápia grelhada com arroz e legumes. Pode ir tranquilo !

Como estava um dia muito quente, a sobremesa acabou sendo unânime: todo mundo quis melado de doce de leite, o sorvete de caramelo. Uma delícia que eu recomendo. 

O preço da refeição varia de US$ 15 a 35 por adulto. 


Além do comércio e das exposições culturais do México, ali na pirâmide fica uma atração bem tranquila, o Gran Fiesta Tour, que é um passeio de barquinho com animação que reúne o pato Donald, o galo mexicano Panchito e nosso papagaio brasileiro Zé Carioca. Vale a pena aproveitar e passear nesta atração depois da refeição (até porque comer bem dá uma leseira... kkkk)

Detalhe: O Grand Fiesta é a única atração que o Zé Carioca aparece na Disney! 


Quer reservar sua refeição no San Angel Inn ? 

Diretamente no aplicativo da Disney, o My Disney Experience (MDE). Basta fazer uma busca pela data. A indicação do cartão é só por garantia, o valor não será compensado. Mas se você não comparecer e não cancelar a reserva com 24 horas de antecedência, será debitado US$ 10 por pessoa.


Se você  gosta de comida mexicana e está procurando um restaurante para descansar um pouquinho e aproveitar uma boa experiência gastronômica, não vai se arrepender de escolher o San Angel Inn! A minha família aprovou! 😉

Bj bj!

Andando pelo EPCOT, não tem como não notar uma pirâmide enorme, na área do México. Algumas pessoas admiram e passam por ela, pensando q...

Dicas de viagem: Costão do Santinho, um super resort em Santa Catarina

O Costão do Santinho fica na Praia do Santinho, no norte de Florianópolis, a 40 km do centro da capital, perto da Praia dos Ingleses. A Praia do Santinho recebeu esse nome nos anos 70, a partir de uma imagem esculpida numa pedra que lembrava um santo. 

O hotel fica numa posição privilegiada, de frente para a praia e juntinho à Mata Atlântica.

O trajeto do aeroporto até o hotel leva cerca de uma hora a viagem. Você pode incluir seu translado no pacote do hotel. 
Chegando na recepção, além do café e suco, espumante... 
A gente recebe dois cartões: a chave do quarto e o cartão para toalha para piscina...
Além da pulseirinha básica...

Estrutura

O complexo Costão do Santinho tem duas áreas: o Villas Portuguesas e o Hotel Internacional. O Villas, como o nome já diz, é no estilo de vilas. São 14 blocos de 3 andares de apartamentos. Os apartamentos podem ser suíte standard ou apartamentos com 1, 2 ou 3 quartos. 


O Hotel Internacional é composto por blocos de 4 andares e fica bem próximo da praia, na lateral esquerda, possibilitando uma vista panorâmica da praia ponta a ponta. 


O complexo é enorme e as distâncias para a praia e a área social, onde ficam as piscinas e restaurantes, podem ser bem grandes, dependendo do bloco onde se esteja.  Mas o hotel dispõe de um sistema de transporte próprio, que circula o tempo todo entre os blocos. 


Basta chamar que chega rapidinho, em geral, 5 minutos. Tem telefones embaixo dos blocos e também na entrada do acesso para a área social (onde é o ponto de desembarque). 
O quarto

Nós ficamos no Villas Portuguesas, no bloco 11. As vilas são numeradas de 1 a 14 e quanto maior o número, mais distante da praia. Apesar disso, usamos muito pouco o transporte interno. Andar pelo hotel era relaxante e as crianças gastavam energia. 😉

Mapa do Complexo Costão do Santinho

Ficamos em um apartamento de um quarto. A estrutura é ótima: cozinha americana completa, com área de serviço e churrasqueira, sala de estar, com sofá e mesa para 4 pessoas, onde duas camas de solteiro foram colocadas para acomodar as crianças, e um quarto separado, com banheiro independente. 
O apartamento de um quarto atende confortavelmente uma família de 4 pessoas.

Alimentação

O Costão do Santinho é no sistema all inclusive: café, almoço e jantar, com todas as bebidas, inclusive alcoólicas, liberadas. Isso mesmo: chopp, cerveja, caipirinha, whisky, vinhos tinto e branco e espumante, tudo liberado e o tempo todo, não somente no horário das refeições. 

Que tal um cafezinho ?

O hotel tem 4 restaurantes principais: Nossa Senhora das Ondas, Nossa Senhora da Vitória, Trattoria di Mari e Kaigan. De acordo com a ocupação do hotel, outros restaurantes são abertos. Chegamos a almoçar numa churrascaria montada na Tenda das Piscinas, o Santinho Grill.

Os restaurantes Nossa Senhora das Ondas e Nossa Senhora da Vitória funcionam em todas as refeições. O Trattoria di Mari e o Kaigan, somente no jantar e mediante reserva. O Nossa Senhora da Vitória também exige reserva para o jantar e o serviço é menu degustação do chef.

A cada duas noites de hospedagem, o hóspede pode reservar um jantar num desses três restaurantes. 


O Nossa Senhora das Ondas fica no prédio principal, perto da Tenda das Piscinas. É o maior restaurante do complexo, com serviço de buffet. É um pouco muvucado, mas oferece mais opções que os outros. A dica é fugir dos horários de pico: ou chegar no início do horário da refeição ou no final.

Um diferencial desse restaurante é a vista, pois ele fica de frente para a praia. Se você sentar na varanda, pega um solzinho e desfruta desta vista linda!

  
O Nossa Senhora da Vitória fica no Hotel Internacional. É mais sofisticado, porém oferece menos opções no buffet. A grande vantagem é que é mais silencioso. À noite, ele se torna um restaurante mais requintado, com música ambiente ao piano.


O Trattoria di Mari é um restaurante italiano, que fica no piso superior do Nossa Senhora das Ondas. O restaurante oferece dois horários por noite, um às 20h e outro às 21h30. Como a expectativa é que a refeição aconteça em 1h30, já tem uma sequencia definida.


A sequencia é a seguinte: antepasto, onde você se serve à vontade no buffet; circuito de massas, estilo Spolleto, em que você escolhe os topings, o molho (são 12 opções) e a massa (3 opções); e rodízio de pizzas, com cinco opções de pizzas salgadas e três de pizzas doces.



O Kaigan é um restaurante japonês. Também apresenta dois horários de reserva por noite na alta temporada, 20h ou 21h30, e o cardápio já é pré-definido. 



O cardápio é entrada com sunomono (aquela saladinha de pepino) e missoshiru (aquele caldinho de soja); um primeiro prato, que é um combinado de sushi, sashimi e hot roll; o segundo prato, um Ebi Potato Wasabi, camarão com purê de batata e maionese de wasabi; e a sobremesa, que é um brownie com sorvete. A sobremesa deixa a desejar, mas o restante é muito bom.

Todos os restaurantes são ótimos. Realmente, o Costão do Santinho arrasa na gastronomia.

Nos intervalos das refeições principais, os bares da piscina continuam oferecendo comidas e bebidas. É uma comilança só: frutas, sorvetes, cachorro-quente, nuggets, salgadinhos...




O que tem para fazer ?

Piscinas

As piscinas do hotel convidam pra ficar ali de bobeira, mesmo que só deitado na espreguiçadeira. São 4 piscinas principais: 2 externas e 2 cobertas e aquecidas. Uma de cada na área do Villas e na área do Hotel Internacional.

Não há qualquer restrição quanto ao uso somente na área em que está hospedado. Podemos usar livremente todas piscinas do complexo.
Piscina da área social

Piscina do Hotel Internacional

Piscina aquecida da área social (Tenda das Piscinas)

Na piscina do Hotel Internacional, tem uma área envidraçada, onde as crianças posam para fotos embaixo d'água. 
 
No Villas, há outras piscinas entre os blocos, mas em geral ficam vazias, porque as pessoas optam pelas piscinas das áreas sociais.
Piscina perto do bloco 14

Atividades esportivas

Como a maioria dos resorts, o Costão do Santinho também tem uma grande estrutura para a prática de esportes: academia, quadras de tênis, campo de futebol, quadras de vôlei, campo de golf.

Para quem curte surf, a praia é propícia e o hotel tem até escolinha, para os iniciantes. A aula de surf é paga à parte.

Na praia, além de surfar, também dá para praticar slackline e sandboard nas dunas, uma mistura de surf na areia. Engraçado que eu conheci essa atividade como "skybunda", em Natal - RN, mas como o Costão do Santinho é chique, aqui é "sandboard". 😊

As dunas no lado esquerdo da praia, oposto ao Hotel Internacional

Trilhas ecológicas

O Costão do Santinho oferece trilhas guiadas com saídas todas as manhãs, a cada dia para uma área diferente. Para quem curte caminhada, não falta o que explorar na região.



Museu Arqueológico

A área do hotel tem um acervo de arte rupestre - desenhos e inscrições feitos por homens da Pré-História -, avaliadas com cerca de 5.000 anos, que forma um museu arqueológico a céu aberto. Inclusive, foi um desses símbolos que inspirou a logo do hotel. 

Inscrição rupestre que se tornou o símbolo do hotel


Um monumento conta um pouco da história das inscrições rupestres

É um passeio que todo mundo tem que ir, pois além das inscrições rupestres, a vista de lá é linda!


Kid's Club

Atividades de lazer com monitores, para crianças e adolescentes. A programação envolve atividades diurnas e noturnas, em ambientes fechados e ao ar livre. Os grupos são separados por faixa etária. 



Entre as atividades incluídas na programação está a visita ao Parque Ecológico. Ali, tem várias atividades de contato com a natureza, como arvorismo, escalada e tirolesa.


Nesta área, fica a Fazendinha, onde as crianças podem acariciar e alimentar os animais. Não são muitas espécies, basicamente aves, coelhos e preás, mas minha filha ficou encantada !

Atividades noturnas

O Costão do Santinho oferece sempre alguma programação noturna, como shows de bandas e apresentações temáticas. Além disso, o hotel também dispõe de Sessão Cinema, Boate e Cassino (dependendo da época do ano).

Olha o curioso querendo ver o cassino de dia... 😆
Spa

O Costão do Santinho tem um SPA, que fica no Hotel Internacional. Você pode se hospedar no SPA ou somente fazer alguns serviços, como massagens e tratamentos corporais durante a sua estada. Esses serviços são pagos à parte se você não for hóspede do Spa.

Fazer nada e depois descansar

O hotel tem diversos ambientes de descanso espalhados pela sua estrutura. Escolha um para uma boa relaxada!


A praia

E finalmente, o principal: a praia!


São cerca de 2 km de extensão de mar aberto, com uma faixa de areia que pode chegar a 120 metros, na área que se estende até as dunas! Tem área de sobra para as crianças brincarem!

O azul do céu, o verde da mata atlântica e o mar esverdeado formam uma combinação perfeita. Sem contar o som das ondas batendo nas pedras. Dá pra esquecer da vida...

O atendimento

Um aspecto que me chamou muito a atenção no Costão do Santinho foi o atendimento. A equipe é muito solícita e cortês. Percebi isso já na recepção, que fez atendimento rápido, mas super atencioso, tanto no check in quanto no check out, e também fui observando a postura e o atendimento dos garçons, dos motoristas do transporte interno, das pessoas do hotel com as quais interagi. E isso na alta temporada, quando o hotel estava super movimentado e o staff, super demandado. Já tive a oportunidade de conhecer muitos resorts e posso dizer que aqui o atendimento é um diferencial.

Enfim, vale a pena visitar o Costão do Santinho! Um resort como poucos!



Bj bj!

O Costão do Santinho fica na Praia do Santinho, no norte de Florianópolis, a 40 km do centro da capital, perto da Praia dos Ingleses. A P...