Dicas de viagem: Conhecendo a Universal Studios Hollywood, em Los Angeles!

Quem já foi à Universal Studios, em Orlando, já pode imaginar o que vai encontrar na Universal Hollywood: diversas atrações relacionadas a filmes e desenhos do estúdio. Eu não perderia por nada a oportunidade de esticar de Anaheim até Los Angeles para passar um dia no parque!

Pegamos menos de uma hora de estrada, da Disney, em Anaheim, onde estávamos hospedados, até a entrada do parque, em Los Angeles. Era dia de semana, pegamos um pouco de contenção na entrada de Los Angeles, afinal, era horário de fluxo (pouco antes das 9h), mas foi tranquilo chegar. O GPS levou direitinho (aliás, onde o GPS não leva nos USA ?).

Aqui também tem a Citywalk, a área de entretenimento da Universal a céu aberto, com muitos restaurantes, bares, cinemas, música, lojas, enfim, diversas opções de lazer.







Cruzando a Citywalk, lá estava o portal da Universal Studios Hollywood!



Para quem já conhece o parque da Universal em Orlando, as atrações são basicamente as mesmas. A atração totalmente inédita aqui é o “Studio Tour”, e confesso que foi a razão principal da minha visita. As crianças estavam animadas com o “Despicable Me” – o simulador do Meu Malvado Favorito, que amaram em Orlando, e meu marido, com o “Transformers”, que agora já tem em Orlando, mas ainda estava para inaugurar da última vez que fomos lá. Cada um com sua preferência, mas todos queriam visitar o parque. Diversão para a família toda garantida!


Logo na entrada, checamos o painel e olha qual a atração com menor tempo de espera: Studio Tour! Fomos direto para lá! Logo na entrada, um encontro inesperado com Marilyn Monroe! rs


O Studio Tour é um passeio de jardineira por diversos sets de filmagem, onde você interage como se estivesse vivendo a experiência dos filmes. Aqui, você se vê no meio de uma briga de “cachorro grande” entre dinossauros de Jurassic Park e o King Kong, você pega uma tempestade que inunda uma cidade, vê um ataque do Tubarão, passa pela cidade destroçada de Guerra dos Mundos, circula por Histeria Lane, a rua da série Desperate Housewives, encontra os personagens do filme Grinch, etc, além de conhecer diversas curiosidades dos bastidores de um grande estúdio.

Mas o mais legal foi conhecer o Bates Hotel. Aquele mesmo do filme Psicose!



E lá acontece uma pegadinha legal... Você se vê como testemunha na cena do crime de Norman Bates!



O tour dura quase 1h30! É bem longo, as crianças ficam um pouco impacientes, porque não conhecem a maioria dos filmes, mas o parque não é tão grande assim, dá para percorrer todas as atrações, inclusive esta, num dia.


Depois dessa atração, era hora de agradar as crianças e o marido!

A Universal fica numa região bem acidentada, o que divide o parque em duas áreas distintas, uma no patamar superior (Upper Lot) e outra, no inferior (Lower Lot). Para ir de uma área para a outra, há muitas escadas rolantes, as mais longas e com maior inclinação que já vi! Dava até um “medinho”... Segurei bem as mãos das crianças e nem quis tirar foto lá de cima, só quando já estava no final... Sabe como é... J


Começamos a circular pelas atrações da área de baixo.

Transformers: um simulador muito legal! Valeu a pena enfrentar 45 minutos de fila!



E na saída, a surpresa de encontrar os robôs na porta!


Quase em frente, o Retorno da Múmia! Essa montanha-russa no escuro é de arrepiar! Anda de ré, você sente o calorão do fogo... Vale a pena!


Outra atração que fica ali na área baixa é a Jurassic Park - River Adventure Ride. Parece light, mas tem uma queda surpreendente! 


Seguindo para a outra área (Upper Lot), encontramos a esperada atração dos Minions, Despicable Me! Uma fila enoooorme, mas nenhuma chance de não encará-la, claro!


E na saída, as personagens posavam para fotos... Pena que já estavam encerrando, minha filha não conseguiu uma foto...

A área voltada para os pequenos, a Fun Land! 






Tem também a The Simpson's Ride, que é exatamente como a de Orlando, um simulador muito legal. Você sente como se estivesse numa montanha-russa. 


Faltou mesmo o Shrek 4D, que também é super legal, mas estava fechado para manutenção...

A última atração que fizemos foi o show “Waterworld”, baseado no filme com Kevin Costner. Não estávamos dando muito por ele, inclusive pq nem gostei do filme, mas a atração surpreendeu. Muita ação e efeitos especiais. Explosões, tiros, brigas, muito bem coordenados, coisa de filme mesmo!



Sem contar que estava um frio do cão e toda vez que subia o fogaréu com alguma explosão, dava uma esquentadinha boa no ambiente... J

Enfim, vale a pena conhecer a Universal Hollywood!

Universal Hollywood
100 Universal City Plaza, Universal City, CA 91608

Bj bj!

Quem já foi à Universal Studios, em Orlando, já pode imaginar o que vai encontrar na Universal Hollywood: diversas atrações relaciona...

Thank You for give me a Home

"Thank You for give me a Home."

Dirigindo-se ao seu marido, com essas palavras, Juliane Moore encerrou seu agradecimento na cerimônia de entrega do Oscar, após vencer a categoria de melhor atriz.  

Obrigada por me dar um lar...

Desde que assisti, essa frase não saiu da minha cabeça. Como eu sou abençoada por ter um lar...

Um lar erguido por paredes e teto, mas sustentado por cumplicidade e afeto.

Um lar para voltar, não porque lá estão a minha cama e meu travesseiro, mas pq lá eu encontro meu eu verdadeiro.

Um lar onde eu sou acolhida pelo abraço mais profundo, que me ajuda a esquecer os problemas do mundo.

Um lar que já mudou de local por vezes, mas que importância tem, se o que vale não é o onde, e sim com quem ?

Um lar que não é blindado, mas que protege um tesouro que não fica guardado: nossa família.

É muito bom ter um lar, mas é ainda melhor ter um lar com você!

Te amo!
Feliz bodas de aço!



"Thank You for give me a Home." Dirigindo-se ao seu marido, com essas palavras, Juliane Moore encerrou seu agradecimento na cer...

Disney: Orlando ou Califórnia ?

Muita gente faz essa pergunta e eu mesma me fiz muitas vezes: vale a pena ir à Disneyland ? Se tem menos parques e se quase tudo que tem lá, tem em Orlando, pra que ir então ?

Eu fui e vou compartilhar a minha conclusão. Mas antes, vou levantar alguns pontos que podem ajudar nessa reflexão:

1. Tempo de viagem

A Disneyland fica em Anaheim, na Califórnia, e o Disney World Resort fica em Orlando, na Flórida. O tempo de viagem para um lugar e outro já faz muita diferença. Do Rio para Orlando, são 10 horas, do Rio para Los Angeles, pouco mais de 14 horas, nas duas considerando voo com uma escala curta. Ou seja, no mínimo, seguir para a Disneyland são 4 horas a mais de distância que a Disney World, o que é um ponto a se considerar...



2. Distância entre os parques

O Disney World Resort é enorme! São quatro parques temáticos e, ainda, dois aquáticos! Os parques ficam longe um dos outros, o carro é necessário para se deslocar entre os parques ou usar o monorail ou ônibus da Disney a partir de algum parque ou dos hotéis do complexo.

A Disneyland concentra dois parques numa área contígua, o que faz bastante diferença quando se está com crianças. Muito menos cansativo!





3. Tempo mínimo de permanência

Os dois parques da Disneyland - Disneyland Park e Disney California Adventure -, ficam frente a frente e para acessá-los você obrigatoriamente cruza a Downtown Disney. Ou seja, está tudo ali pertinho: você vai para os parques e circula pela Downtown Disney também. Assim, numa permanência otimizada, dois dias são suficientes para sair de lá com a sensação de que tudo foi visto. Ficar três dias seria já com a visão de repetir o que mais gostou.

Já o Disney World Resort reúne quatro parques temáticos - Magic Kingdom, EPCOT, Animal Kingdom e Hollywood Studios- , dois parques aquáticos - Blizzard Beach e Disney Thypoon Lagoon -, além de Disney Springs (até pouco tempo chamada Downtown Disney), que fica distante dos parques. Então, para conhecer um pouquinho do Disney World Resort, no mínimo são quatro dias para ir aos quatro parques temáticos principais, mas ainda são insuficientes para ter um apanhado de tudo que tem lá...

4. Atrações

Sabe quando no dia seguinte ao Desfile das Escolas de Samba é exibido um compacto de cada uma delas ? É mais ou menos como eu defino a Disneyland. Na minha visão, é como se a Disneyland fosse um compacto dos quatro parques de Orlando, tipo "Melhores Momentos", pois as atrações que mais gosto em Orlando também estão lá: Soarin, Space Mountain, Star Tours, Hollywood Tower, It's tought to be a bug, Pirates of Caribean, Haunted Mansion, It's small world, só pra citar algumas.



Além disso, tem outras exclusivas, que eu adorei, como Paradise Píer, com a tradicional roda gigante do Mickey, Indiana Jones (que é diferente da atração de Orlando e muito mais legal!), Cars Land, a cidade do filme Carros, etc. Essas você precisa ir lá para conhecer.





5. Movimento

O Magic Kingdom, principal parque do Walt Disney World, é o parque mais visitado do mundo, com mais de 18,5 milhões de visitantes por ano, segundo a revista Travel and Leisure (2013). O Disneyland Park ocupou a terceira posição nesse ranking, com cerca de 16 milhões de visitantes.

Apesar dos dois parques estarem bem próximos em movimentação, fiquei com a sensação de ter menos tumulto e filas na Disneyland na altíssima temporada (dezembro) do que no Walt Disney World, inclusive em períodos mais tranquilos no calendário americano e que também não são alta temporada para nós, brasileiros, como maio e outubro, por exemplo.

Fomos em plena alta temporada (semana anterior ao Natal), e a cidade de Anaheim estava tranquila e os parques com lotação moderada. Tenho uma amiga que na mesma época estava em Orlando e disse que os parques estavam super lotados, filas enormes e até os supermercados estavam menos sortidos e produtos começavam a esgotar...

6. Cidade

Anaheim é uma cidadezinha aconchegante, que dá a impressão de que a vida pacata não foi afetada pelo fato de abrigar um parque desse porte. Não passa a impressão de cidade turística. Inclusive, parecia que os visitantes da Disneyland eram principalmente famílias americanas. Já Orlando, nem preciso falar, né ? É o turismo em forma de cidade. Foi estruturada e preparada para isso. É o oposto de Anaheim.

Uma outra coisa que notei é que o público no Disney World Resort é basicamente de turistas de fora. Já a Disneyland tem um quê de turismo doméstico, achei que tem menos estrangeiros do que em Orlando. Inclusive, encontrei poucos brasileiros lá.

7. Andar a pé.

Tem coisa melhor que deixar o carro na garagem e sair a pé ? Pois essa sensação libertadora experimentamos na Disneyland. Simplesmente você faz tudo a pé, vai de um parque para o outro ou para o hotel ou Downtown Disney sem precisar de monorail, barco, ônibus ou mesmo trenzinho do estacionamento à entrada dos parques, como em Orlando! Sair do show noturno e estar no seu quarto em 10 minutos a pé, não tem preço!


8. Arredores

Anaheim, onde fica a Disneyland, está a 1 hora de Los Angeles. De lá você pode explorar os pontos turísticos da cidade número um do cinema, como a Calçada da Fama, o Hollywood Sign, visitar estúdios, como Warner e Paramount, conhecer o Píer de Santa Monica, além de visitar outros parques, como Universal, Six Flags ou Legoland. Tem programação fácil para uma semana! Esticando de Los Angeles umas 4 horas, você ainda chega à Las Vegas e pode aproveitar um pouco mais.

Em Orlando, onde está o Disney World Resort, não faltam opções além dos parques Disney: Universal, Legoland, Sea World, Busch Garden (em Tampa), Kennedy Space Center, etc. Esticando 3 horas de carro, você está em Miami, que dispensa comentários, além disso, tem outras praias pela região.

Ou seja, não faltam opções para diversificar o roteiro além dos parques nas duas regiões.

Conclusão:

Pra mim, Disney é Disney e ponto. Os dois parques são incomparáveis, mas igualmente encantadores. Eu amo os dois e não acho que caiba uma escolha entre um e outro pelo que oferecem.

Poderia dizer que Disney World pode ser um destino para férias prolongadas, enquanto a Disneyland, para férias mais curtas. Mas também dá para ter férias prolongadas visitando a Disneyland e explorando os arredores da Califórnia.

Simplesmente não dá para dizer qual a melhor opção. O tempo disponível, a época do ano e o perfil do seu grupo é que vão ser determinantes para escolher para onde ir.

Mas fazendo uma escolha de Sofia, para não ficar em cima do muro, mesmo sabendo que pesa sobre essa decisão fatores muito subjetivos, digo que se eu pudesse escolher agora para qual parque voltar amanhã, seria a Disneyland.
Espero ter ajudado a ter mais certeza do que dúvida... kkkk

Bj bj!

Muita gente faz essa pergunta e eu mesma me fiz muitas vezes: vale a pena ir à Disneyland ? Se tem menos parques e se quase tudo que tem...