Dicas de viagem: Foz do Iguaçu

Se você está planejando conhecer Foz do Iguaçu, vou relatar nossa experiência de um final de semana intenso na cidade, tempo suficiente para conhecermos um pouquinho do que é imperdível e sem correria.

Os pontos turísticos são fáceis de achar. Alugando um carro, você não terá grande dificuldade e ainda terá liberdade para montar seus horários, sem ficar preso às programações das agências. O táxi também é uma boa opção, porque a cidade é bem servida do serviço e os valores são bem adequados (não percorre longas distâncias). Além disso, existe controvérsia sobre as autorizações dos carros alugados para circular fora do Brasil, e é certo que você cruzará a fronteira para o Paraguai e Argentina. Então, o táxi é uma opção sem estresse.

O único passeio que indico fazer com agência é à Ciudad Del Este. Não vai prejudicar sua autonomia, pois na verdade, o objetivo é só leva-e-traz, e você terá total liberdade para fazer suas comprinhas, devendo apenas retornar ao ponto de encontro no horário combinado. As agências têm vans e micro-ônibus com vários horários, e você pode ajustar o seu retorno de acordo com sua necessidade. E o principal: as agências prestam suporte no processo de aduana, facilitando a apresentação da documentação pertinente e a liberação.

Vamos ao nosso roteiro:

COMPRAS EM CIUDAD DEL ESTE

Começamos pelas compras, porque o comércio não fica aberto no domingo, somente algumas lojas e até as 13h. Então, decidimos abrir o sábado com as compras.

É um choque cultural. Minha amiga havia me dito que o comércio na Uruguaiana, no centro do Rio, virava shopping center perto de Ciudad Del Este, e ela não exagerou! Na verdade, acho até que o nosso “Saara” ficou desvalorizado nessa comparação. Ciudad Del Este é um formigueiro de gente com sacolas, passando por debaixo das tendas (camelôs) que vão até o meio da rua, deixando pouco espaço para os carros passarem, sem contar com os mototaxis, que se jogam em cima da gente e parecem se multiplicar. Nunca vi tantas motos circulando.

Mas é claro que tem o lado bom, caso contrário a cidade não estaria lotada de brasileiros. Os preços realmente são bons. Você compra perfumes, relógios, óculos e eletrônicos a preços bem inferiores ao Brasil. O real e o dólar são “moedas locais”. Não precisa se preocupar com o peso.

Importante tomar alguns cuidados, como evitar compras no comércio de rua (camelôs), escolher bem as lojas onde vai passar seu cartão de crédito, acompanhar o teste (se for comprar eletrônicos) e embrulho dos produtos, tomar cuidado com a bolsa, porque os próprios guias dizem que tem muito roubo e golpes, como alguém que aborda vendendo “meias” enquanto outro passa a mão na carteira. Engraçado que vi muitos ambulantes vendendo meias mesmo e achei estranho. Não acredito que haja demanda para isso!

Tirando tudo isso, vale a pena gastar seus US$ 300 (limite por pessoa para compras com isenção de impostos) no Paraguai. Recomendo visitar a loja Monalisa, que é enorme e tem todos os produtos que precisa (eletrônicos, brinquedos, roupas, acessórios, perfumes) num só local. Tudo bem que achei o mesmo tablet que comprei por US$ 50.00 a menos em uma loja mais caidinha e lotada no caminho de volta. É o custo da comodidade...

Interessante cruzar a Ponte da Amizade (nunca a pé!) e ver que até a metade a ponte é pintada com uma faixa verde-amarela e que após o meio se torna vermelho-branco-azul, indicando a fronteira entre os países.

Compras feitas, hora de passear no Parque Nacional do Iguaçu.



PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU

O dia estava chuvoso, mas mesmo assim, é simplesmente lindo! Apreciar as quedas d’água me fez pensar na criação, na existência humana e sentir a presença de Deus! É realmente impressionante!


O parque tem mirantes e passarelas que te levam bem próximo às quedas. Você sente a água respingar no seu rosto! Esqueça a escova, mulherada! rsss



Você entra no parque e faz um tour em ônibus que leva até a passarela panorâmica. Lá tem restaurante chamado PORTO CANOAS onde você poderá almoçar apreciando a linda vista das cataratas. Algumas agências vendem o voucher para o restaurante, mas você poderá pagar na hora. O sistema é de Buffet, em que você consome à vontade, pagando à parte apenas as bebidas.

Só visitei as cataratas no lado brasileiro, mas dizem que o lado argentino é muito bonito também, porém menos organizado. Pode ser intriga de brasileiro, claro! rss

MACUCO SAFARI

Dentro do Parque, tem um passeio imperdível chamado Macuco Safari. Você desce do ônibus num ponto específico, desce uma trilha e embarca em botes que vão te levar ao meio das quedas d’água.


Logo na partida, você pega uma “jardineira” e segue por dentro da mata até uma trilha, a partir da qual você continuará a pé até chegar ao local das embarcações. Tem infraestrutura com banheiros e armários no local, para que você guarde seus pertences.


A partir daí, você desce em direção ao deque onde estão os botes, coloca o colete e embarca. Prepare-se porque molha mesmo! Vista capas de chuva (você encontra lá mesmo no parque, nas lojinhas) ou leve uma peça extra na mochila. Alguns vão de roupa de banho, mas só aconselho no verão.


Não é nada ultra radical, vi crianças fazendo o passeio (na verdade, foi isso que me deu coragem! rsss), mas o piloto vai fundo no motor, o bote descola do rio e faz manobras bem emocionantes. Tem hora que dá um medinho... Não é nenhuma montanha-russa, mas dá uma adrenalina.


O passeio é filmado pelo piloto da embarcação (ele usa aquelas câmeras à prova d’água com suporte para fixação na cabeça). Você vai poder pagar na saída por um DVD com suas imagens e levar essa lembrança.


SHOW NOTURNO - CHURRASCARIA RAFAIN

Sabe aqueles shows folclóricos que acabam com as mulatas sambando ? Pois é, é o que você verá. Eu já imaginava o que veria, mas eu tenho como lema "se está visitando o lugar, faça programa de turista". Então, eu fui.

O show é vendido por todas as agências, o que significa “casa lotada”. As mesas são reservadas. Primeiro, você janta, e quando já está naquele clima de “o que vem agora”, começa a apresentação no palco central.

O show é animado, os apresentadores interagem bastante com o público, tem aquele momento básico sobre a nacionalidade (“Tem gente do Uruguai ? Do Chile ?" e assim por diante), e no caso do Brasil, dos estados (“Rio de Janeiro ?” “São Paulo?” etc e tal).

As bandas e percussionistas são bons e se revezam no palco. O show mostra danças típicas dos países sul-americanos, diversas danças regionais brasileiras e, claro, termina com um número de samba, nossa dança mundialmente famosa.


A churrascaria não é lá essas coisas, principalmente se você é carioca como eu e está acostumado com o esquema de rodízio. Lá é um self service de churrasco. Você tem que entrar na fila várias vezes se quiser comer uma carne quentinha. Mas você certamente não vai lá para comer, porque se sua motivação é essa, vale mais a pena jantar em outro lugar.

O show acaba por volta das 23h. Resolvemos conhecer um Cassino.

CASINO IGUAZÚ

Não dá para ir a Foz e não visitar um cassino. O mais famoso é o Casino Iguazú, que fica na cidade argentina de Puerto Iguazú. O cassino fica no interior do Iguazú Grand Hotel e tem de tudo um pouco: pocker, roleta, dados, caça-níqueis.

Confesso que fiquei receosa. Nunca havia jogado. Vai que eu me descubro uma compulsiva por jogo ? rsss Brincadeira! Na verdade, a gente foi só por curiosidade, nenhuma empolgação por jogar. Estipulamos uma cota bobinha, compramos o vale, e começamos as apostas. Onde ? Nos caça-níqueis, claro! Não podia ser algo muito complexo... Comecei ganhando e me animei, mas depois, comecei a perder... Muda a máquina: perde. Outra: perde. Na primeira recuperação, paramos de jogar. Saímos do casino com o valor da aposta mais um "totozinho". Nada mal para jogadores de primeira viagem, mas sinceramente achei meio chato... rsss Uma horinha lá e já deu! Valeu conhecer e só.

Ah! Não pode tirar foto no local. Saquei a câmera e em dois segundos um segurança estava ao nosso lado advertindo... rsss

Segundo dia. Partir para o Marco das 3 Fronteiras.

MARCO DAS 3 FRONTEIRAS

Como o nome já diz, demarca as 3 fronteiras: Brasil-Argentina-Paraguai. São 3 monumentos iguais, pintados nas cores de cada país, cada um na sua fronteira. Do lado brasileiro, você avista os outros 2. Juntos, os 3 monumentos compõem um triângulo eqüilátero, o simboliza a igualdade entre os países.

(Brasil)
 (Argentina)

 (Paraguai)

O local não está bem cuidado e não oferece infraestrutura. Atualmente, só tem uma loja de artesanato e lanchonete bem modesta. Tem uma obra inacabada que segundo o taxista que nos levou será um centro comercial. Certamente vai conferir ao local a estrutura que merece.

A visita não leva mais de 20 minutos. Basicamente para fotografar do mirante. Mas acho que vale passar lá para visualizar o que estudou nas aulas de geografia.

De lá, seguimos para o Duty Free Argentino.

DUTY FREE ARGENTINO

Se você não cansou das compras, ou esqueceu aquela lembrancinha pra alguém, ainda pode conferir o Duty Free Shop de Puerto Iguazu. É como um shopping (e não é tão grande assim) que concentra vários tipos de produtos – bebidas, perfumes, maquiagem, relógios, óculos, eletrônicos, brinquedos, separados por seções, como mini-lojas, mas todas fazem parte do mesmo grupo e você paga pelos itens de qualquer seção na saída.

Sinceramente, não achei grande coisa em termos de variedade e preços, se comparado a Ciudad Del Este. Mas o ambiente não se compara! Lojas bonitas, amplas, ar condicionado, pessoas educadas. Quanto maior o conforto, mais o bolso sente. “No pain, no gain”.


No início da tarde, já estávamos no aeroporto de Foz de Iguaçu para a volta.

Um alerta: as companhias não abrem o check in com antecedência. Fomos para o aeroporto com o objetivo de despachar as malas e circular, sair para almoçar sem bagagem, mas o check in só foi liberado 1h30 antes do voo. Ou seja, não adiantou nada chegarmos com tanta antecedência. Mas também não chegue muito em cima da hora, porque antes de chegar ao balcão da Cia aérea para check in, você passa pela Receita Federal, e a fila é enoooorme. Todas as malas passam pelo raio X e o fiscal solicita a documentação pertinente, se necessário. Fica ligado com a sua cota, porque vi o fiscal solicitando NF dos eletrônicos que estavam na mala de uma pessoa...   

E assim passamos nosso intensivão de fim de semana em Foz do Iguaçu. Espero que esse relato ajude na sua viagem.

Boa viagem!

Kinha
Kinha

A bagagem de uma mulher, esposa, mãe, executiva e viajante, com um pouco de tudo e muito de nada.

38 comentários:

  1. Viajo pra lá com a minha mãe semana que vem. Adorei as dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Aproveitem bastante!
      Bj bj!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigada a você por comentar!
      Aproveite bastante a sua viagem!
      Bj bj!

      Excluir
  3. Respostas
    1. Que bom que gostou! :)
      Obrigada a você, Adriana!
      Bj bj!

      Excluir
  4. Estou indo pra lá em Março, gostei muito das dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Espero que curta a viagem!
      Bj bj!

      Excluir
  5. Muito legal tudo que escreveu. Vou "printar" e levar comigo, em Março. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Claudia!
      Que bom que gostou! :)
      Boa viagem para vc! Aproveite muuuuito!
      Bj bj!

      Excluir
  6. Gostei das dicas... Estou indo no inicio de abriu, tenho duvidas no que vestir em cada passeio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Que bom que gostou! :)
      Difícil sugerir o que vestir... Posso dar a minha opinião, mas roupa é um item muito pessoal... Depende muito do seu perfil.
      De qualquer modo, roupas e calçados confortáveis (preferencialmente tênis) para passear pelo parque e fazer compras, e pode caprichar mais um pouquinho nas saídas noturnas.
      Espero ter ajudado!
      Bj bj!

      Excluir
  7. Estou indo pra lá em Maio, e não sei o que elevar. Mas adorei as dicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa viagem pra você! Confira a previsão do tempo e leve roupas confortáveis!
      É o que importa!
      Aproveite!
      Bj bj!

      Excluir
  8. Oi
    Parabéns pelo blog esta ótimo!!
    sou guia em Foz do Iguaçu, e tenho van de turismo
    peço licença para deixar meu contato para cotações
    veja recomendações do meu trabalho em
    tripadvisior Iguassu Life tour
    45 91083151 vivo e whats
    45 99259960 tim
    iguassulife@gmail.com

    45 91083151

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nilsa! Obrigada pelo elogio!
      O espaço não é comercial, mas ok, está publicado seu contato.
      Sucesso!

      Excluir
  9. Adorei as dicas
    Dia 05/05 estarei lá
    E seguirei todas as suas dicas
    Obrigadas querida.

    ResponderExcluir
  10. Adorei as dicas
    Dia 05/05 estarei lá
    E seguirei todas as suas dicas
    Obrigadas querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Boa viagem e aproveite muuuito! Bj bj

      Excluir
  11. Oi kinha vou a Foz agora dia 4 não sei que tipo de roupa que levo na mala me ajuda...tempo instável peso na bagagem????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa, Iraci, estava viajando, só agora pude ver seu comentário. Espero que tenha dado tudo certo ! Bj bj

      Excluir
  12. Adorei suas dicas. Estou indo quinta e estou preocupada em relação à cota. Indo com nossos aparelhos eletrônicos como funciona isso? Tipo celular por exemplo?😳

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lilian! Que bom que gostou!
      Se for só o celular, cada um com seu aparelho, é classificado como uso pessoal e não há problemas. Se forem outros tipos de eletrônicos, sugiro levar as NFs, para eventual apresentação, se solicitado. Eu sempre levo.
      Boa viagem!
      Bj bj!

      Excluir
  13. Excelentes dicas!
    Viajarei para lá em meados de junho. Será que é extremamente frio?
    Me indicaram o Bar do Gelo como um passeio imperdível.
    Você conheceu?
    Regina Gomes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Regina! Espero que tenha curtido sua viagem!
      Não conheci o Bar do Gelo, somente o que relatei no post mesmo... Vou guardar a dica para a próxima vez!
      Bj bj!

      Excluir
    2. Oi, Regina! Espero que tenha curtido sua viagem!
      Não conheci o Bar do Gelo, somente o que relatei no post mesmo... Vou guardar a dica para a próxima vez!
      Bj bj!

      Excluir
  14. É tudo pertinho? Dá pra conhecer várias coisas num dia só? Vou ir final do ano com meu noivo e queremos aproveitar bastante!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Dá pra fazer muita coisa num dia só! Essa minha programação, por exemplo, foi de um fim de semana!
      Aproveitem!
      Bj bj!

      Excluir
  15. olá tudo bem . então eu queria saber quanto custa esse passeio do macuco ?do bote ? vou viajar para lá . e tambem queria saber se tem que pagar para entrar no parque nacional ? muito obrigada .parabéns pelo blog .gostei muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adilson! Obrigada pelo elogio! :)
      No site do Macuco Safari dá para ver os preços: http://www.macucosafari.com.br/br/macuco-safari.
      Abraços!

      Excluir
  16. Bom dia, esse fim de semama sem contar os gastos com presentes. Contando apenas alimentos e transporte ja em foz iguçu quanto vc gastou? Uma base voce sabe me informar em real?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Desculpe, mas vou ficar devendo essa... Não me lembro mesmo! Mas foi uma viagem bem econômica. ;)
      Abraços!

      Excluir
  17. Suas dicas foram preciosas e me ajudaram muito na viagem que fiz na semana passada.
    Mas vou acrescentar duas dicas importantes:
    1- Conforme mencionado, "você vai se molhar". Seguindo sua sugestão, levei uma troca de roupa para participar do Macuco Safari. Porém, lembrei de levar "quase tudo". Lembrei da calça, blusa e meia. Mas, como não imaginava que o banho seria completo (rsrs), não lembrei de levar roupa íntima. Ou seja, após a troca de roupa, usei calça e blusa seca, sobre calcinha e sutiã molhados. Desconfortável. Mas, logo secou tudo. Portanto, Lembre de levar troca completa. (rsrs)
    2- Outra falha grave que cometi e menciono para que fiquem atentos. Mesmo tendo cartão internacional, não solicitei liberação da operadora para utilizá-lo fora do país e acabei sofrendo as consequências disso. O que me tornou irada, foi ter perguntado sobre isso na agência de viagens que fechei o pacote, e ter recebido informação incorreta.
    Enfim, apenas acrescento as excelentes dicas que foram muito úteis.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tânia! Que legal que as dicas ajudaram!
      Adorei os seus complementos também! rsss
      Ao ler a situação do cartão, lembrei que aconteceu o mesmo comigo! Ficamos alguns minutos numa loja ligando para o cartão para autorizar uma compra, porque eu não tinha autorizado previamente! Engraçado que havia esquecido completamente de registar isso! Obrigadão!

      Excluir
  18. Estou indo agora em 15 de março, mas ficarei 4 dias, mas valeu

    ResponderExcluir
  19. Olá... Obrigada pelas dicas.
    Tenho uma dúvida. Pq nunca atravessar a ponte a pé? Fiquei curiosa pois quando falou das cores de cada país, já pensei numa foto bem na junção das duas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju! A foto ficaria ótima mesmo, mas o pessoal lá não recomenda atravessar a pé por causa da segurança...

      Excluir

Esse espaço é seu... Deixe seu comentário e vamos conversar!