Uma noite apenas...

Hoje, na hora do almoço no trabalho, eu soube do vídeo que tá bombando na internet do casal flagrado dando "umazinha" na praia de Rio das Ostras. O casal foi detido e já está na internet a resposta da tal senhora, que declara que fez corpo de delito e ficou atestado que não rolou. Mas é difícil acreditar quando se vê a cena. Mais difícil ainda de acreditar é que disseram que ela era casada e que o marido deu entrevista dizendo que a perdoava.

O assunto foi o começo para a enquete: dá para perdoar uma traição ? E o que é traição ? Depende do grau ? Dar um selinho é traição ?

Minha visão: traição não é necessariamente física. Traição está relacionada à motivação, ao sentimento. Declarar amor a alguém que não é o seu companheiro ou companheira, mesmo que não haja beijo, amasso ou sexo, é traição. É traição de sentimento. Você pode não ter chegado às vias de fato, mas entregou seu coração a outra pessoa. Transar não pode ser mais grave que isso.

Recentemente assisti a um filme que expõe bem esse ponto: "Apenas uma noite".

(**** Alerta de Spoiler **** Se você não quer saber informações do filme, pare de ler aqui.) 

O filme conta a história de um casal que parece se amar e viver bem. Um dia, a esposa acompanha o marido a um evento de trabalho e percebe um clima entre ele e uma linda colega de trabalho. Bate uma insegurança e ela acusa o marido de ter algo com a tal colega. Surge uma viagem a trabalho e ele vai justamente com a colega. Aí, acontece uma daquelas armadilhas do destino: a esposa, chateada, vai a uma cafeteria e encontra no caminho alguém especial que não vê há tempos. Ele a convida para jantar, ela aceita. No desenrolar do jantar, o clima entre os dois se revela e o passado vem à tona. Eles viveram uma forte paixão antes dela reatar o namoro e se casar com o marido.  

Em outra cidade, a colega do marido o assedia fortemente, incentivando-o a viver o hoje, para não se arrepender do que deixou de viver. A esposa, por sua vez, vê reacender a antiga paixão.

No final, o marido cede e transa com a colega. Ela não transa, mas dorme de conchinha com o amigo. De manhã, o marido se arruma apressado, arrependido, larga tudo, inclusive a reunião com o cliente, pega o primeiro avião para voltar para casa. A esposa caminha com o amigo, sem querer se despedir novamente e diz que nunca o esqueceu e que sempre o amará. Volta para casa e chora copiosamente, pela dor da despedida.

O filme vai fundo nos sentimentos e conflitos envolvidos e faz uma provocação: ela não transou, mas dormiu nos braços de outro homem, que diz amar. Não é traição ? Ele transou, mas se arrependeu, e voltou correndo para os braços da esposa. Merece perdão ?

No final, o fato é que o casal que parecia feliz, por causa de uma noite apenas, dificilmente voltará a ser como antes. Fica a reflexão: vale a pena arriscar uma vida por uma noite apenas ?     


Kinha
Kinha

A bagagem de uma mulher, esposa, mãe, executiva e viajante, com um pouco de tudo e muito de nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse espaço é seu... Deixe seu comentário e vamos conversar!