Diário de Viagem: Hopi Hari e O Mundo da Xuxa - SP

Fim de semana prolongado por um feriado na sexta. Boa pedida para fazer uma viagem curta com a família. Assim, resolvemos esticar até Campinas, para aproveitar os parques de São Paulo com as crianças: Hopi Hari, Wet’n Wild e Mundo da Xuxa.

Pegamos uma tarifa promocional, num voo noturno da Azul, e desembarcamos no aeroporto de Campinas na madrugada de sexta. Viajar à noite é bom porque você já acorda no hotel e, apesar de dormir pouco, o café da manhã do hotel é motivo suficiente para levantar cedo (não tão cedo – antes das 10h) para aproveitar o dia!

Nos hospedamos no Quality Resort & Convention Serra Azul. Hotel muito bom, com preço bem razoável para o padrão. A localização não poderia ser melhor: praticamente em frente ao Hopi Hari e ao Wet’n Wild.

O hotel é diferente dos resorts que a gente se acostuma a ver, por ser longe da praia, mas tem uma infraestrutura excelente, inclusive para crianças. Tem como mascote a Tixa, uma lagartixa desengonçada, que circula pelo hotel, fazendo farra com as crianças. Além disso, conta com monitores, os TET’s (Tixa Extreme Team), que conduzem a programação com atividades recreativas e esportivas. No batidão de um final de semana, tivemos pouco tempo para aproveitar a programação do hotel, mas as crianças se encantaram com o encontro com a Tixa e trouxeram um bonequinho da mascote para casa.


 

Primeiro dia (Sexta-feira): Hopi Hari

O Hopi Hari fica no km 72,5 da Rodovia dos Bandeirantes, sentido capital – interior, com acesso no km 70,5, na cidade de Vinhedo, a 15 minutos de Campinas.



Com 760 mil m², o Hopi Hari é um parque temático cujo conceito é de um país, que tem sua capital, bandeira, hino, passaporte, consulado e idioma próprios. Você passa pela imigração para entrar e visitar o "país", que é dividido em várias regiões: Kaminda Mundi, que simboliza diversas nações européias, como a França, Alemanha, Itália, Portugal, etc; Infantasia, que é a área dedicada às crianças; Mistieri, como o nome indica, envolve mistério num sítio arqueológico perdido, com pirâmides, tumbas e catacumbas; Wild West representa o velho oeste, onde xerife e bandidos se enfrentam num clima de muita aventura. Tem um show bastante divertido, num "saloon", que você assiste enquanto almoça.

Dica: É possível comprar o ingresso na entrada do parque, mas pela internet você tem um desconto de R$ 10,00. E ainda evita a fila da bilheteria.

Como nossos filhos tinham 3 anos, ficamos bastante limitados dentro do parque. Achei que a área dos pequeninos tinha poucas opções. Além do circuito de carrinhos, a melhor opção era um brinquedão com obstáculos, como aqueles de casas de festas, porém muito maior. Só chamou a atenção pelo tamanho, mas não surpreendeu. Em outras áreas do parque, encontramos os tradicionais brinquedos para todas as idades, como o carrossel e a roda gigante, que embarcamos juntos.

O que mais gostaram foi da área de barraquinhas de brincadeiras, pagas à parte, como cair na piscina de bolas, derrubar as latinhas, pescaria, etc. Na pescaria, ganhamos uma bola daquelas enormes (especialmente para o tamanho deles), que eles chamaram de Hopi. Até hoje quando pensam no Hopi Hari, lembram do "Hopi", que só furou no ano passado.




Segundo dia (Sábado): O Mundo da Xuxa

Considerado o maior parque temático coberto da América Latina, com 15 mil m², o Mundo da Xuxa fica no Shopping SP Market, em Jurubatuba, a cerca de 1h30 de Campinas.

O parque, como o nome inspira, é o mundo encantado da Rainha dos Baixinhos, todo decorado com os personagens da Turma da Xuxinha. É um parque mais adequado às crianças menores, que podem brincar na maioria das atrações, aproveitando o parque inteiro. Além disso, por ser menor, as crianças cansam menos, sem contar o fato de ser um ambiente coberto e climatizado.

O lanche é por conta do Mc Donald’s. Não há outro serviço de alimentação. Mas as crianças não sentem a menor falta de outras opções, já que hambúrguer, batata frita e refrigerante são tudo de bom pra elas, né ?

Dica: Não deixe para lanchar por volta das 12h30 – 13h. É a hora que todo mundo procura, as filas ficam enormes e é um sufoco para conseguir uma mesa para sentar. Tente lanchar mais cedo e nesse período poderá aproveitar as atrações de maiores filas, que certamente estarão menores.

No meio da tarde, rola uma apresentação da Turma da Xuxinha e paquitas. As pessoas já vão se posicionando em frente ao palco, esperando para assistir de perto o show.



Para quem é da geração “Xou da Xuxa”, entrar no Mundo da Xuxa e dançar com as paquitas é recordar os tempos de menina. As mamães por volta dos 35 vão entender... Para quem é mais novinho, da geração “Xuxa Só Para Baixinhos”, é como fazer parte do DVD. Meus filhos adoraram!

Levamos quase 3 horas e meia de viagem (ida e volta) para visitar o Mundo da Xuxa, mas valeu a pena! As crianças curtiram mais que o Hopi Hari.

http://www.omundodaxuxa.com.br/

Terceiro dia (Domingo): Wet’n Wild

A programação era para o Wet’n Wild, mas o tempo estava instável e como as crianças já estavam cansadas da maratona, resolvemos ficar no hotel descansando e aproveitando um pouco a estrutura - a área de jogos, parquinho e, quando o sol resolveu sair, a piscina.



O parque aquático não rolou, mas quis deixar registrado, porque é uma ótima opção, já que fica coladinho no Hopi Hari e no hotel Serra Azul. Quem vai passar uns dias ali na região, não pode perder o Wet’n Wild.


Essa viagem foi antes do trágico acidente ocorrido em 2012 no Hopi Hari. Quando lá estávamos, não tive nenhuma sinalização que pudesse me causar receio em relação à segurança. O parque estava muito bem cuidado, visualmente falando, transmitindo a percepção de que estava tudo em ordem... Mas, infelizmente...

Demorei a escrever esse post porque não estava me sentindo à vontade para dar “dica” de um lugar que eu não quisesse voltar... Não pela minha experiência no parque, mas pela lembrança da tristeza daquela família...

Recentemente, li que a área Infantasia foi reinaugurada, com a turma do Looney Tunes - Pernalonga, Piu-Piu, Frajola, Patolino, Gaguinho e outros, e que em outra área, o parque também recebeu a Liga da Justiça, com brinquedos com Superman, Batman, Robin, Mulher Maravilha, Lanterna Verde, Aquaman, etc, e vilões como Lex Luthor, Coringa, Pinguim, Charada e outros. Bateu uma curiosidade de ver como o parque está... Então, quem sabe ?

(Realização da viagem: abril/2010)
Kinha
Kinha

A bagagem de uma mulher, esposa, mãe, executiva e viajante, com um pouco de tudo e muito de nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse espaço é seu... Deixe seu comentário e vamos conversar!