Cada um dá o que tem

Tem pessoas que reclamam da vida, reclamam dos outros, só reclamam... Reclamam que a vida não está fácil, que o trabalho está uma droga, que as portas se fecham, que os outros não as compreendem, que está tudo dando errado... Mas será que é isso mesmo ? Já pensaram que ao mudar de perspectiva e olhar pelo ângulo que as outras pessoas as vêem, elas podem ser surpreendidas com a clara visão de que o problema nem sempre está lá fora ?

Se você só reclama, só vê as coisas pelo pior lado, você não vai conseguir enxergar as coisas boas que a vida lhe apresenta. Se você se acostumou a olhar o mundo com amargura, não se espante se você tiver só coisas negativas para reconhecer. A sua visão se tornou turva. E você vai transmitir essa percepção parcial do mundo, essa visão da vida em preto e branco.

Quando você enxerga as coisas de forma positiva, uma onda positiva vem ao seu encontro. Sabe aquela percepção de quando você está inclinada a comprar um carro novo e parece que só dá o modelo escolhido na rua ? Pois é exatamente o que acontece. Sua "atenção seletiva" seleciona, perdoem a redundância, o que realmente você "enxerga". Então, se você vê o mundo com os olhos do amor, é isso que você vai reconhecer, nas grandes ou nas pequenas coisas. E mesmo na pior situação, você vai enxergar o lado bom.
Ser otimista ou ser pessimista são alternativas mutuamente excludentes que definem quem você é. E essa decisão é realmente pessoal e intransferível! 

Se eu tenho que escolher um estado de espírito, eu escolho ser 100% otimista.

Eu escolho não reclamar que as portas se fecharam e me questionar o que eu posso fazer para arrombá-las.

Eu escolho não reclamar que ninguém me compreende e refletir sobre o ponto de vista deles. Posso concluir que não há um certo e um errado nessa história, e chegar à conclusão que existe um meio do caminho para o entendimento mútuo.

Eu escolho não reclamar do trabalho e pensar o que eu posso fazer para mudar. Mesmo que a melhor opção seja eu me mudar! Não dizem que os incomodados que se mudem ?

Eu escolho não falar mal da vida e, sim, aceitar de peito aberto o que vem pela frente.

Mas acima de tudo, eu escolho não deixar as opiniões alheias interferirem em quem eu sou e como me sinto. Afinal de contas, nem sempre o que dizem retrata a realidade. Às vezes, a versão se sobrepõe à verdade. E nesse caso, o que esperar dessas pessoas  ? Nada! Porque a gente só dá o que tem. Se é isso o que te dão, imagine como esses corações estão ! Então, não reclame... O tempo e a vida se encarregarão de cuidar. 





Kinha
Kinha

A bagagem de uma mulher, esposa, mãe, executiva e viajante, com um pouco de tudo e muito de nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse espaço é seu... Deixe seu comentário e vamos conversar!