Construa a sua barreira

Walt Disney já era um cineasta premiado quando construiu a Disneyland, na Califórnia, e sua veia cinematográfica o levou a imprimir o mesmo cuidado de dirigir os elementos que seriam vistos pelos convidados ao entrarem no parque e o que não poderia ser visto para não comprometer a percepção do seu “filme-vivo”. 

Quer um exemplo ? Pouca gente percebe, mas a Disneyland é cercada por uma barreira, um acostamento que impede que o que está acontecendo do lado de fora seja visto por quem está dentro do parque. Essa barreira no entorno consegue isolar o parque da cidade de Anaheim, embora a apenas duas quadras dali tenha rodovia, hotéis, comércio e todos os elementos de uma cidade desenvolvida.  

Walt Disney queria realmente fazer com que as pessoas estivessem com a atenção voltada para onde estavam. E conseguiu. A ausência do mundo exterior é o que realmente possibilita mergulhar na fantasia e faz toda a diferença para a experiência dentro do parque. 

A barreira de Walt nos ensina uma lição importante: a necessidade de proteger o que realmente deve ser visto para não deixar que nada atrapalhe a nossa experiência. Às vezes, a gente acaba sufocado por sapos engolidos, por situações que a gente aceita por receio de ser mal compreendido ou de gerar desconforto com outras pessoas, por medo de ser julgado, mas na verdade a recusa não tem a ver com os outros, mas com nós mesmos. A gente precisa construir a barreira para isolar o que é importante na nossa experiência de vida. Essa seleção, que está intimamente ligada aos nossos valores, cria nossa identidade.

Você já deve ter ouvido dizer que as coisas mais importantes nem sempre são as que gritam mais alto. Isto é totalmente verdadeiro. Muitas vezes, o que grita não é o que fala ao coração. E ninguém, além de nós mesmos, sabe o que é preciso proteger.

Quando a gente absorve tudo que se apresenta, está demonstrando que tudo tem igual importância. Quando tudo tem importância, nada tem. Onde está o sentido disso? 

Construir a sua barreira emocional em torno do que é realmente relevante é o que vai fazer a diferença na sua vida. Descubra as razões que estão por trás daquilo que você busca alcançar e cerque o que não pode sofrer interferências do mundo exterior. Só assim você poderá dizer não ao que deve ficar fora da sua experiência e se manter fiel a si mesmo.

Bj bj!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse espaço é seu... Deixe seu comentário e vamos conversar!